Trafegar em dias de chuva requer atenção

Linha de apoio: O período de chuvas já começou e cuidado deve ser redobrado com o aumento do fluxo nas estradas em função das férias

O período de ondas de calor também traz as famosas “chuvas de verão”. Juntando isso ao período de férias, em que as pessoas buscam por destinos para descanso e lazer aumentando significativamente o movimento nas estradas, os motoristas precisam ter atenção redobrada para garantir a segurança de todos.

A APG Clube de Proteção Veicular alerta que trafegar em momentos de chuvas é um verdadeiro desafio e exige atenção máxima. Afinal, a visibilidade fica prejudicada e há menos atrito entre a estrada e os pneus, o que aumenta a chance de acidentes e contratempos.

Para reduzir os riscos, é fundamental manter uma distância segura dos demais veículos. No quesito visibilidade, as luzes dos faróis são uma ótima alternativa para contornar a visibilidade reduzida nos dias chuvosos, lembrando que a luz baixa nessas situações é uma exigência Código de Trânsito Brasileiro. Já a luz do farol alto reflete nas gotas de chuva, prejudicando ainda mais a visão dos motoristas.

Como a pista se torna muito escorregadia com a chuva, outra dica é não trafegar em velocidades altas. Caso precise frear, faça isso de forma gradativa. Acionar o pedal do freio de forma brusca pode fazer com que o veículo derrape e você perca o controle da direção.

A aquaplanagem é umas das coisas mais temidas pelos motoristas. O essencial é manter a tranquilidade nessa situação, que acontece quando uma camada de água é se forma entre os pneus e o solo, e gera a impressão de que o veículo está flutuando por alguns instantes. Se isso acontecer, o correto é manter o volante em linha reta e tirar o pé do acelerador. Jamais acione o freio, pois pode haver um travamento das rodas e até mesmo fazer com que o veículo capote no restabelecimento do contato com o solo.

Já sobre ultrapassagens, todos sabem que essa manobra exige muitos cuidados, e em dias de chuva isso deve ser multiplicado.

 

Revisão é fundamental

Ao pegar a estrada, independente das condições climáticas, seu veículo precisa estar em dia para prevenir acidentes e contratempos nas estradas. A APG Clube de Proteção Veicular reforça que mesmo seguindo o cronograma de revisões, alguns itens devem ser verificados com atenção sempre que você for viajar. São eles:

 

Freios

É um dos aspectos cruciais quando o assunto é segurança no trânsito. Revise discos, pastilhas e qualquer outro componente relacionado à frenagem do seu veículo.

 

Pneus

Verifique a calibragem, mantendo as determinações do fabricante. Eles também devem estar sem desgastes e bolhas. Não se esqueça do pneu estepe.

 

Rodas

As rodas de ferro também precisam ser checadas, principalmente se apresentarem amassados. Verifique também para observar quebras e trincas nas rodas de liga.

 

Alinhamento da suspensão e balanceamento das rodas

Eles também precisam estar em dia para evitar transtornos. Os sinais de uma roda desbalanceada são vibrações no volante, por exemplo. Em caso de direção desalinhada, no entanto, o carro começa a “puxar para um lado”. Também é possível perceber o problema com pequenos ruídos.

 

Sistema elétrico

É essencial checar todas as luzes do carro: setas, freios, luz de ré, farol alto e baixo, pisca-alerta, entre outros. Verifique também a bateria, o motor de partida, o alternador e, é claro, todas as lâmpadas e fusíveis do seu carro.

 

Para-brisas e sistema de limpeza dos vidros

As palhetas devem estar fluindo bem no vidro dianteiro e traseiro do veículo. Os limpadores e os desembaçadores precisam estar em bom funcionamento e o nível do reservatório de limpeza também. Em caso de ar-condicionado, é interessante ter sempre um produto antiembaçante e um paninho de algodão.

 

Equipamentos de segurança

É importante ter todo o kit de equipamentos de segurança completo e em perfeito estado dentro do carro. Confira se o triângulo, o macaco, a chave de roda e outras ferramentas estão em boas condições de uso e guardados de forma correta.

 

Fluidos

Examine óleo do motor, transmissão, direção hidráulica e embreagem, além dos filtros — de ar, de ar-condicionado e de combustível.

Os fluidos devem estar dentro da validade de troca e no nível correto.

 

Correias dentadas

As correias dentadas devem ser verificadas, em média, a cada 50.000 km rodados. No entanto, é interessante revisar o item a cada 15.000 km, já que podem surgir desgastes e trincas.

 

E claro, não se esqueça de verificar se não está esquecendo o documento do carro e a Carteira Nacional de Habilitação – CNH. Outra dica da Horizonte Benefícios é baixar o aplicativo Carteira Digital de Trânsito (CDT)  para ter esses documentos de forma virtual no seu celular.